terça-feira, 18 de maio de 2010



A dor que dói em mim é sempre maior que a do outro.
Tudo acontece lá fora.
A vida segue seu rítmo mas a dor que dói em mim é sempre maior que tudo isso.
Grita, incomoda.
Espero impaciente que tudo passe.
Penso naquele que todos os dias morre um pouquinho com a dor que ninguém acredita.
Hoje morre um pouquinho de mim.



4 comentários:

  1. Verdade, querida. A nossa dor é sempra a maior de todas. Mas o bom é que a dor é finita e a gente aprende a encontrar forças para superar. Gostei do poema. Muito. Bjssssss

    ResponderExcluir
  2. Com a dor, parece que perdemos pedacinhos mesmo, mas tudo passa e se remenda...

    Ta sumida!!!

    BJ

    ResponderExcluir
  3. Tem selinho p vc no meu blog,Bebeth! pega lá !beijo

    ResponderExcluir
  4. Olá!!!
    To chegando para informar que o Mix agora é .com!!!
    Todo o conteúdo do Mix para você, com mais comodidade e profissionalismo!!!

    Mude seu link ok?
    www.mixculturainformacaoearte.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Aqui é fácil e rápido comentar e seu recadinho é sempre muito importante para mim.