sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Retrospectiva ...



“Eis que eu faço novas todas as coisas!” (Ap 21,5) 


Essa promessa se cumpriu em minha vida no ano que se finda.

Nasci em berço católico e assim me criei durante 40 anos.
(Apesar de minha mãe ter se tornado Espírita, ainda na minha juventude.)

Deixei então a Igreja Católica, num momento de crise ... fim de um casamento de 21 anos ... me vi acometida de uma Síndrôme do Pânico e busquei ajuda numa Casa Espírita Kardecista.

Essa casa frequentei durante uns 4 anos ... gostava da doutrina ... me encantava com as leituras  e estudo.
Mas quanto mais o tempo passava, mais vazia eu me sentia.

E decidi  me afastar da Casa Espírita.
Pesarosa pelos amigos que fiz lá!
Fiquei quietinha no meu canto, sozinha nas minhas orações pedindo a Deus que me desse uma direção.
Que me indicasse o caminho.

Foi quando uma noite eu tive um sonho (que para mim, foi mais que isso).
Neste sonho, havia acabado a água de beber da minha casa, e tinham outras pessoas comigo e elas reclamavam sede.
Dai eu peguei um galão de água, retirei a tampa, mas quando olhei dentro dele, haviam umas moças (da altura do galão) presas dentro dele, em pé ... mortas com água até no joelho.
Tampei o galão e disse às pessoas que elas não poderiam beber daquela água, pois a mesma estava suja.
Acordei sobressaltada.

Me assustei com o sonho  e busquei resposta na Bíblia.
E Jesus falou comigo através de Zacarias 5, 5-11
Fiquei impressionada com o que me acontecia.
Pois Zacarias falava exatamente sobre uma vasilha com tampa de chumbo, tendo dentro uma mulher sentada.
E ao abrir essa tampa e ver essa mulher Zacarias voltou a fechar a vasilha com a tampa de chumbo e a mesma foi levada ao templo por anjos e colocadas no altar.


No meu entendimento essa mulher significava a maldade que se espalhava pelo mundo.
Senti que precisava buscar da água viva.

E voltei a pedir orientação a Deus do caminho.
Até que recebi a visita de uma amiga me convidando para um culto em sua Igreja.
Fui e desde então não deixei de ir mais.
Voltava cada vez mais, saciada do espírito.

E no dia 12/12/2010 me batizei nas águas da Igreja Batista.
Renasci na fé de que somente Jesus é meu Senhor e Salvador.

E desde então todas as coisas vem se fazendo novas em minha vida.
Na vida da minha familia ... dos meus filhos.
Encerro este ano apenas agradecendo a Deus pelo tempo que Ele me permitiu de voltar para os braços do Pai.

E nessa fé eu creio num ano de vitórias para mim e para todos nós.
Bençãos, amor e paz para todos.

Montagem de Jane Animation



" Dentro de algumas horas estaremos no último dia do ano de 2010... e depois da meia-noite, virá o Ano Novo...
 O engraçado é que - teoricamente - continua tudo igual...
 Ainda seremos os mesmos.
 Ainda teremos os mesmos amigos.
 Alguns o mesmo emprego.
 O mesmo parceiro (a).
 As mesmas dívidas (emocionais e/ou financeiras).
 Ainda seremos fruto das escolhas que fizemos durante a vida.
 Ainda seremos as mesmas pessoas que fomos este ano...
 A diferença, a sutil diferença, é que quando o relógio nos avisar que é meia-noite, do dia 31 de dezembro de 2010, teremos um ano INTEIRO pela frente!
 Um ano novinho em folha!
 Como uma página de papel em branco, esperando pelo que iremos escrever.
 Um ano para começarmos o que ainda não tivemos força de vontade, coragem ou fé...
 Um ano para perdoarmos um erro, um ano para sermos perdoados dos nossos... 365 dias para fazermos o que quisermos...
 Sempre há uma escolha.
 E, exatamente por isso, eu desejo que vocês façam as melhores escolhas que puderem.
 Desejo que sorriam o máximo que puderem.
 Cantem a música que quiserem.
 Perdoem sempre.
 Beijem muito. Amem mais. Abracem bem apertado.
 Durmam com os anjos. Sejam protegidos por eles.

 Agradeçam por estarem vivos e terem sempre mais uma chance para recomeçar.
 Agradeçam as suas escolhas, pois certas ou não, elas são suas e ninguém pode ou deve questioná-las.
 Quero agradecer aos amigos que eu tenho:
 Aos que me 'acompanham' desde muito tempo.
 Aos que eu fiz este ano.
 Aos que eu escrevo pouco, mas lembro muito.
 Aos que eu escrevo muito e falo pouco.
 Aos que moram longe e não vejo tanto quanto gostaria.
 Aos que moram perto e eu vejo sempre.
 Aos que me 'seguram', quando penso que vou cair.
 Aos que eu dou a mão, quando me pedem ou quando me parecem um pouco perdidos.
 Aos que ganham e perdem.
 Aos que me parecem fortes e aos que realmente são.
 Aos que me parecem anjos, mas estão aqui e me dão a certeza de que este mundo é mesmo divino."

 Obrigada por fazerem parte da minha vida!!
 Desejo a todos  um 2011 com muita paz, felicidades,  prosperidade, amor, saúde, sucessos e muuuuitas alegrias!!
 Que Deus abençõe e proteja a todos!!!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Montagem da minha amiga Jane Animation




Nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos...
Mas a beleza da caminhada depende dos que vão conosco!
Que possamos continuar a caminhada juntos no próximo ano!

sábado, 25 de dezembro de 2010

Feliz Natal ... a todos!



E tem uma mensagem, que reporta às questões pequeninas do dia a dia, onde podemos ver realmente o sentimento de Amor – sentimento de Natal e a forma pela qual podemos perceber e também realizar.
A mensagem chama-se Eu Vi Jesus

EU VI JESUS

Eu vi Jesus semana passada. Ele usava calça jeans e uma velha camisa. Ele estava no escritório, estava sozinho e trabalhando duro. Por apenas um instante ele me olhou como um de meus colegas. Mas era Jesus, eu pude notar pelo seu sorriso.

Eu vi Jesus domingo passado. Ele ensinava para uma turma na evangelização. Ele não falava alto e nem usava longas palavras, mas você podia ver como Ele acreditava no que dizia. Por apenas um instante, ele se pareceu com meu evangelizador. Mas era Jesus, eu pude notar por sua voz amorosa.

Eu vi Jesus ontem. Estava no hospital visitando um amigo que estava doente. Oravam juntos, calmamente. Por apenas um instante ele se pareceu com um pastor. Mas era Jesus, eu pude notar pelas lágrimas em seus olhos.

Eu vi Jesus outro dia, Ele me trazia um prato cheio porque eu estava doente. Por apenas um instante, eu pensei que era Ele, com suas suaves mãos afagando meu ombro. Pensei que era Ele, mas parecia- se com minha doce vizinha. Mas era Jesus, eu sei porque eu pude senti- lo em minha alma.

Eu vi Jesus hoje de manhã. Estava em minha cozinha fazendo meu desjejum e me preparando um almoço especial. Por apenas um instante ele se pareceu com minha mãe. Mas era Jesus, eu pude sentir o amor do seu coração.

Eu vejo Jesus em toda parte, levando alimento ao doente, recebendo as pessoas em seu lar, sendo amigável ao recém-c hegado.. . E apenas por instante eu acho que Ele se parece com alguém que eu conheço. Mas é sempre Jesus, eu posso perceber pelo jeito como Ele serve.

Tomara que alguém possa ver Jesus em mim hoje!

(Tradução de SergioBarros de texto com autoria desconhecida)



sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

"Sugestões de presente para o Natal:"




      Para seu inimigo, perdão.
      Para um oponente, tolerância.
      Para um amigo, seu coração.
      Para um cliente, serviço.
      Para tudo, caridade.
      Para toda criança, um exemplo bom.
      Para você, respeito ".
      (Oren Arnold)
      Feliz Natal!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Família é prato dificil de preparar ...


Família é prato difícil de preparar. 
São muitos ingredientes. 
Reunir todos é um problema, principalmente no Natal e no Ano Novo. 
Pouco importa a qualidade da panela, fazer uma família exige coragem, devoção e paciência. 
Não é para qualquer um. 
Os truques, os segredos, o imprevisível. 
Às vezes, dá até vontade de desistir. 
Preferimos o desconforto do estômago vazio. 
Vêm a preguiça, a conhecida falta de imaginação sobre o que se vai comer e aquele fastio. 
Mas a vida, (azeitona verde no palito) sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite.

O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares. 
Súbito, feito milagre, a família está servida. 
Fulana sai a mais inteligente de todas. 
Beltrano veio no ponto, é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade. 
Sicrano, quem diria? 
Solou, endureceu, murchou antes do tempo. 
Este é o mais gordo, generoso, farto, abundante. 
Aquele o que surpreendeu e foi morar longe. Ela, a mais apaixonada. 
A outra, a mais consistente.

E você?  
É, você mesmo, que me lê os pensamentos e veio aqui me fazer companhia. 
Como saiu no álbum de retratos? 
O mais prático e objetivo? 
A mais sentimental? 
A mais prestativa? 
O que nunca quis nada com o trabalho? 
Seja quem for, não fique aí reclamando do gênero e do grau comparativo. 
Reúna essas tantas afinidades e antipatias que fazem parte da sua vida. 
Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada e tome alguns cuidados. 
Logo, logo, você também estará cheirando a alho e cebola. Não se envergonhe de chorar. 
Família é prato que emociona. 
E a gente chora mesmo. 
De alegria, de raiva ou de tristeza.

Primeiro cuidado: 
temperos exóticos alteram o sabor do parentesco. 
Mas, se misturadas com delicadeza, estas especiarias, que quase sempre vêm da África e do Oriente e nos parecem estranhas ao paladar tornam a família muito mais colorida, interessante e saborosa.
Atenção também com os pesos e as medidas. 
Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto, é um verdadeiro desastre. 
Família é prato extremamente sensível. 
Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido.

Outra coisa: 
é preciso ter boa mão, ser profissional. 
Principalmente na hora que se decide meter a colher. 
Saber meter a colher é verdadeira arte. 
Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família, só porque meteu a colher na hora errada.

O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita. 
Bobagem. 
Tudo ilusão. 
Não existe Família à Oswaldo Aranha; Família à Rossini; Família à Belle Meunière; Família ao Molho Pardo,  em que o sangue é fundamental para o preparo da iguaria. 
Família é afinidade, é "à  Moda da Casa". 
E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito.

Há famílias doces. 
Outras, meio amargas. 
Outras apimentadíssimas. 
Há também as que não têm gosto de nada, seriam assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha.  
Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. 
Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.

Enfim, receita de família não se copia, se inventa. 
A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia. 
A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta, e outro aqui, que ficou no pedaço de papel. 
Muita coisa se perde na lembrança. 
Principalmente na cabeça de um velho já meio caduco como eu.

O que este veterano cozinheiro pode dizer é que, por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer. 
Se puder saborear, saboreie. 
Não ligue para etiquetas. 
Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro. 
Aproveite ao máximo.

Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.

("O Arroz de Palma", de Francisco Azevedo)


(É assim mesmo ... as vezes a gente se "entorna" da família que tem ... mas é impossível sermos completos sem ela.É preciso aprender a conviver com as diferenças!) 




segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Ganhei o selinho da Adri ...

1-Qual o seu nome?
Elizabete Lacerda Paulo

2-Onde você mora?
Muriaé, Minhas Gerais, Brasil

3-Quantos anos você tem e quando faz aniversário?
51 anos, 13 de Março de 1959

4-Qual a sua altura e que número você calça?
1,56m calço 36

5-Estado civil ou situação, tem filhos?
Sou divorciada há 12 anos e tenho dois filhos de 30 e 27 anos.

6-Qual a sua comida favorita?
Feijoada!

7-Qual a sua bebida favorita? 

Coca-Cola

8-Como você se auto define?
Sou sensivel, completamente apaixonada pelas pessoas que fazem parte da minha vida e pelo meu trabalho.

Gosto de ler, cozinhar, ver tv, ouvir músicas, ir ao culto na minha Igreja e viver conectada.
Aprendi a viver só ... quando me colocam por muito tempo no meio de muitas pessoas, eu piro.rs

9-Qual o meu sonho?
Ter o suficiente para viver sem dificuldades financeiras.

10-Qual o seu pior defeito? 

Ser ansiosa, sofrer pelos problemas dos outros, chorar por nada.

11-Trabalha atualmente em que?
Trabalho há 13 anos com Telemensagem, me realizo nisso.

12-Faz faculdade ou algum curso? 

Não.Deixei incompleto um curso de Letras para casar e nunca mais voltei.

13-Tem algum bichinho de estimação, qual o nome?
Não tenho.Gosto de pássaros e peixes.

14-Qual a sua banda, dupla ou cantor favorito?
Roberto Carlos ... sempre!

15-Teu filme e ator/atriz favorita?
Nem sou muito ligada em filmes.Mas me marcou, Ghost.

16-Tem saudade de algo ou alguém?
Saudades do tempo em que eu era jovem e do meu avô que faleceu há 15 anos.

17-Fato que mais marcou a sua vida:
O nascimento dos meus filhos e minha separação.

18-Tem apelidos?
Beth, Bebeth, Guigui, Batistinha.

19-Com o que você não pode sair de casa?
Dinheiro... gasto tudo!rs

20-Qual a sua marca de maquiagem favorita?
Não uso maquiagem, apenas batom.

21-Onde você costuma comprar roupas?
Não tenho lugares específicos, busco sempre o melhor preço.

22-Você pretende se casar?
Não.

23-Você está apaixonada?
Sou apaixonada pelas pessoas que fazem parte da minha vida.Em especial por Jesus.

24-Qual o produto que você não troca de jeito nenhum?
Não tenho este tipo de fidelidade, mas em casa gosto de usar sabão em pó brilhante.

25-Diga uma dica, truque ou produto que descobriu na internet:
Dobrar lençol com elástico, no you tube

26-Diga dois produtos que você quer, na área da beleza, mas ainda não comprou:
Sinceramente a minha vaidade não chega a este ponto.

27-Por que decidiu criar um blog?
Para trocar idéias, conhecer gente nova, para desabafar quando preciso e pelo vicio de estar no mundo virtual.

28-Coloque uma foto sua que você mais goste:







     A regrinha é indicar 10 blogs, mas assim como a Adri, eu não me dou bem com isso, então decidi que ofereço o selo às 10 primeiras que comentarem aqui (se é que terei 10 visitas), é só me avisar que pegou e postar, ok?


Um abraço,

sábado, 18 de dezembro de 2010

Meditando ...



"Nunca desvalorize ninguém...
Guarde cada pessoa  perto do seu coração, porque um dia você pode acordar e perceber que perdeu um diamante enquanto estava muito ocupado colecionando pedras."


 

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Glórias sejam dadas a Deus ...

"Bendito seja Deus que nos deu amigos e flores.
E fez a amizade mais bela que os jardins."

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Perigo no Feijão

Perigo no Feijão
Cuidado ao manusearem feijão cru!!!
Por via das dúvidas vale a pena abrir o saco, colocar os feijões em uma bacia sem manuseá-los, deixar de molho com vinagre por 15 a 20 minutos (insetos não sobrevivem mais que isto molhados)
para depois catarem o feijão.
Como se não bastasse a gripe suína, lá vem mais bomba!!!

Matéria divulgada em vários sites de Agricultura, porém foi misteriosamente tirada do ar.
Confirmado na última semana o 83º caso de Chagas contraído a partir do Feijão servido nas refeições dos brasileiros.
Pelo que foi divulgado pela mídia especializada, toda a colheita entregue por uma cooperativa de plantadores de feijão (COOVENF) está contaminada com o protozoário da doença de Chagas (tripanosoma cruzi), oriunda do Barbeiro.
A doença se alastrou com rapidez, pois a cooperativa atende a mais de 18 empresas que embalam o Feijão e o distribuem para todo Norte, Centro Oeste e Sudeste do Brasil.
Inseto em forma de ninfa no lote de feijão


O que é mais alarmante é que foi constatado que os lotes NÃO foram tirados de circulação, fazendo com que o número de infectados aumente a cada semana.
Feijão contaminado

É sabido que já se contraiu CHAGAS a partir dos tipos carioquinha, jalo e preto, uma vez que todos são originários da mesma Cooperativa.
A maioria dos doentes estão no sul do estado de Goiás, São Paulo e Minas, porém sabe-se que há casos no Acre, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.


Infectologistas estão recomendando que se troque temporariamente o feijão por Canjica ou Grão de Bico (imunes ao Chagas) porém, se for indispensável o uso do grão do feijão nas refeições, aconselham que use  2 colheres de vinagre  no feijão que deverá ficar de molho por 15 minutos.
Repasse aos amigos, pois isso é muito perigoso!



 
 

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Meu livro chegou ...



Gente ... meu livro chegou!
Veio embalado em papel de presente ... cheio das "chicrezuras".
rs
Fiquei feliz com o carinho da minha amiga oculta, agora revelada Regina Coeli do Blog Canteiros.
Conforme o combinado estou postando meu presente.
Agradecendo o cuidado da Regina em atender minha listinha (rs) e especialmente em cumprir o combinado com a moderadora do amigo oculto Beta do Mix Cultural.
Bom demais participar e abrir a possibilidade de uma nova leitura e novos amigos virtuais.
Comprei o livro da minha amiga oculta Mahria no sábado (04/12) portanto ele já está a caminho.





Agora é que são elas ... rs
Vamos pra leitura!



"Bendito aquele que semeia livros e faz o povo pensar."

(Castro Alves)


*Espero que desconsiderem a figura que segura o livro.
kakakakaka







terça-feira, 7 de dezembro de 2010

sábado, 4 de dezembro de 2010

NATAL 2010 - ESPALHE ESSA IDÉIA.






Que tal fazer algo diferente, este ano, no Natal?  Sim... Natal... daqui a pouco ele chega . 
 Que tal ir a uma agência dos Correios e pegar uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres e ser o Papai ou Mamãe Noel delas?
Há a informação de que tem pedidos inacreditáveis.
Tem criança pedindo um panetone, uma blusa de frio para a avó... etc  É uma idéia.
É só pegar a carta e entregar o presente numa agência do correio até dia 20 de Dezembro.
O próprio correio se encarrega de fazer a entrega. 
 Imagina uma criança pobre, recebendo o presente que pediu ao Papai Noel...

 DIVULGUE  P/  SEUS  AMIGOS  DA  LISTA  
Na vida, a gente passa por 3 fases:
- a primeira, quando acreditamos no Papai Noel; 
- a segunda, quando deixamos de acreditar e
- a terceira, quando nos tornamos Papai Noel
 
 

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Mas quem cantava chorou ao ver seu amigo partir ...



Tributo a um cão

"... O mais altruísta dos amigos que um homem pode ter neste mundo egoísta, aquele que nunca o abandona e nunca mostra ingratidão ou deslealdade, é o cão".
"Senhores Jurados, o cão permanece com o seu dono na prosperidade e na pobreza, na saúde e na doença. Ele dormirá no chão frio, onde os ventos invernais sopram e a neve se lança impetuosamente.
Quando só ele estiver ao lado de seu dono, ele beijará a mão que não tem alimento a oferecer, ele lamberá as feridas e as dores que aparecem nos encontros com a violência do mundo.
Ele guarda o sono de seu pobre dono como se fosse um príncipe.
Quando todos os amigos o abandonarem, o cão permanecerá.
Quando a riqueza desaparece e a reputação se despedaça, ele é constante em seu amor como o Sol na sua jornada através do firmamento.
Se a fortuna arrasta o dono para o exílio, o desamparo e o desabrigo, o cão fiel pede o privilégio maior de acompanhá-lo, para protegê-lo contra o perigo, para lutar contra seus inimigos.
E quando a última cena se apresenta, a morte o leva em seus braços e seu corpo é deixado na laje fria, não importa que todos os seus amigos sigam seu caminho: lá ao lado de sua sepultura se encontrará seu nobre cão, a cabeça entre as patas, os olhos tristes, mas em atenta observação, fé e confiança mesmo à morte ".

Este tributo foi apresentado ao júri pelo ex-senador George G. Vest ( então advogado), que representou o proprietário de um cão morto a tiros, propositalmente, pelo vizinho.
O fato ocorreu há um século na cidade de Warrensburg, Missouri, nos Estados Unidos da América. O senador ganhou o caso e hoje existe uma estátua do cão na cidade e seu discurso está inscrito na entrada do tribunal de justiça da cidade.



Meu irmão ...
Quero partilhar com você deste momento.
Imagino sua dor ... Tonhão chegou pela primeira vez na minha casa ... não convivi com ele pelo medo que tenho de cães.
Mas o medo não me impede de amá-los.
E daqui (a todo instante) estou imaginando como está seu coração.
O que pode existir de melhor sabemos que você fez por ele ... nunca o abandonou, nunca mostrou ingratidão ou deslealdade com o seu cão.
A recíproca entre vocês dois foi verdadeira.
A atitude de hoje, apesar de dificil, sabemos, foi a melhor "pra ele" ... vai doer no coração de quem ficou.
Já dizia o grande Milton Nascimento:

...Mas quem cantava chorou
Ao ver o seu amigo partir
Mas quem ficou, no pensamento voou
Com seu canto que o outro lembrou
E quem voou, no pensamento ficou
Com a lembrança que o outro cantou ..."

Prossiga sempre com as grandes e doces lembranças que Tonhão deixou.
Assim ele estará sempre vivo dentro do seu coração.



(Tonhão era o Pit Bull do meu irmão.
Fazia parte da família desde que nasceu (há 9 anos atrás).
Teve um câncer linfático e hoje precisou ser sacrificado ... tamanho era seu sofrimento.
Estou muito triste com tudo isso.)












"Você só vive uma vez, mas se você fizer isso direito, uma vez é suficiente!"


Estou tentando ...

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

À minha amiga oculta ...


Hoje é o dia de revelar o Amigo Oculto promovido pela Beta do
E eu amei participar da brincadeira e ter a oportunidade de conhecer gente nova.
Considero que ainda estou chegando no Blog, porque minha interação com as pessoas ainda é pequena.
Mas é lindo ver todo este movimento, perceber que algumas até já se conhecem pessoalmente ou se não, existe um elo de amizade, mesmo que seja virtual.

Pois bem ...
Então preciso revelar minha amiga oculta.
Como estou chegando há pouco, não tive ainda o prazer de conhecer e interagir.
Com o nome revelado pra mim, fui em busca do seu Blog e pelo estilo de postagem, me identifiquei com ela.

Não tenho o que dizer da pessoa dela, porque não a conheço, mas pude perceber que é alguém que gosta da liberdade e ocupa seu tempo em ser feliz.
Gostaria de colaborar proporcionando pra ela uma boa leitura.
Por isso ainda não encaminhei seu presente.
Espero sua listinha de desejos e a confirmação do endereço.
Como sou marinheira de primeira viagem, passei uns apertinhos no site (nada que a Beta não tenha me socorrido), mas continuo precisando da ajuda da minha oculta.
Se alguém souber por onde anda Mahria dona do Blog Entretantas ... Eu
Diga que ela é minha amiga oculta!
E estou feliz com a possibilidade de ganhar uma nova amiga aqui.

Obrigada Beta pela oportunidade de participar.
Parabéns pela brilhante iniciativa.
Muita luz em seu caminho.


quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A VIDA FORA DOS TRILHOS





Estamos vivendo um momento único e muito especial da história da humanidade, um daqueles momentos de transformações profundas e assustadoras. Quando olho ao redor,
vejo, cada vez mais, aumentar o número de pessoas que estão arriscando questionar os paradigmas que por tanto tempo embasaram as relações humanas. Se antes as pessoas
seguiam por suas vidas como se tivessem tomado um trem que seguia certo por trilhos predeterminados, hoje em dia vejo muitos seres corajosos saltando do trem em
pleno movimento. Já não querem pagar o preço da prometida tranquilidade da viagem

Todos nós embarcamos nesse trem no começo de nossas vidas, o roteiro não tinha muito espaço para criações. Sabíamos que, se seguíssemos embarcados, deveríamos cumprir
todas as etapas do tal caminho em direção à felicidade: estudar, casar, ter um emprego, ter uma casa, um carro, ter filhos...
vocês sabem do que estou falando. O trem seguiria sempre e sem paradas, assim não deveríamos questionar a viagem.

Muitos tentaram seguir, de verdade. No início acreditaram em todos aqueles folhetos coloridos com promessas de uma vida feliz! Mas lá pelo meio do caminho, exaustos
daquele chacoalhar infernal, sedentos de uma vida mais plena e verdadeira, perceberam que o preço para continuar embarcados era... a sua alma. Para ter a suposta
segurança da viagem, eram obrigados a suportar empregos que desrespeitavam sua liberdade de existir, que muitas vezes ofendiam seus princípios e valores. Tinham
de continuar casados com pessoas com as quais já não sentiam a chama do amor. Tinham de trabalhar até tarde da noite para não serem mandados embora de seus empregos.
Tinham de abrir mão daquilo que lhes era mais precioso, do convívio com as pessoas amadas, do tempo de vida, para cumprir regras que tinham sido escritas sabe-se
lá por quem!

E assim, aos poucos, os primeiros seres corajosos foram se jogando do trem, ousando confrontar a monotonia assassina dos trilhos.

- Eu não quero ter de trabalhar até 10 horas da noite, gritaram uns, e saltaram.

- E eu não quero dividir a minha casa com alguém ao me casar... não podemos nos amar e ao mesmo tempo morar em casas diferentes? - gritou outro, caindo rolando ao
lado do trem que seguia furioso.

- E eu não quero ser mãe! gritou outra, enquanto rolava até ser amparada por um arbusto próximo aos trilhos.

E é nesse momento que nos encontramos. Muitos já saltaram do trem. A questão é: O que fazer a partir disso? Como
conduzir uma vida profissional fora dos padrões sugadores que existem nas empresas atualmente? Como estabelecer relacionamentos mais livres, com mais respeito pela
existência alheia? E se uma mulher ou homem não colocam a função de procriar e cuidar de sua prole como norteadora de suas vidas... qual é a sua razão de viver?

Esse é o momento no qual nos encontramos. Momento no qual corajosos pioneiros lançaram-se em pleno movimento em direção a si mesmos, mas agora se encontram perdidos,
angustiados, sem saber para onde ir. Olham ao redor e vêem aquela imensidão de possibilidades. E não existem trilhas, modelos, afinal... eles são os primeiros. Uns
poucos já conseguiram estabelecer-se fora dos trilhos torturantes, mas não existem regras às quais as pessoas que saltaram possam se agarrar.

Além disso, agarrar-se às novas regras seria, talvez, repetir aquilo que já viviam, criar outros trilhos aprisionadores. Sendo assim, essa não pode ser a saída!

Eu diria, aos corajosos seres que ousaram saltar desse trem, que não tenham pressa em encontrar o novo caminho. Eu diria que não busquem as respostas ou direcionamentos
nos livros, nem mesmo no exemplo de outros. Busquem dentro de si mesmos. Essa é a verdadeira revolução... a descoberta da nossa capacidade de criar uma vida mais
real, baseada nos anseios de nossa alma. A descoberta de nossa capacidade de encontrar uma resposta única, fresca e verdadeira para cada momento de vida, uma resposta
que brota de uma fonte de sabedoria que flui ininterruptamente em nossas profundezas.
Assim, acalme-se, controle o medo e invista sua energia em aproximar-se de si mesmo, desse lugar sagrado no seu íntimo, onde respostas podem fluir, livres, inovadoras,
autênticas.

Um dia essa será a nossa forma de viver, gosto de pensar assim.

E para chegarmos lá, cabe a cada um de nós encontrar o nosso caminho, baseado em nosso Eu mais profundo e verdadeiro. Para isso, é necessária uma boa dose de coragem,
senso de aventura e confiança na vida. Talvez fiquemos com os joelhos ralados, é verdade. Mas antes um ferimento nos joelhos do que a morte da alma, acreditem!

Crônica retirada do livro Enquanto escorre o tempo - pensamentos,
histórias e metáforas sobre a vida, os relacionamentos e o bem viver,
escrito por Patrícia Gebrim.

terça-feira, 30 de novembro de 2010



Enquanto existir melodia seguimos embalando a vida.
Uma canção aqui.
Outra acolá.
Importa acalentar os sonhos e afagar o coração.

(Bebeth)


À minha amiga oculta ...



"Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudades, mas não estará só."
Amir Klink


Acabei de descobrir quem é minha amiga oculta da brincadeira do Blog Mix Cultural.
Estamos em rítmo de final de ano.
Amanhã já entramos no 1º dia do mes de Dezembro ... e o clima de confraternização já se manifesta aqui no Blog.
Boa idéia ... gostosa brincadeira.


Esta postagem eu dedico à minha amiga oculta ... por enquanto (oculta).



segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A lenda dos velhos tempos dizia que se você beijasse o sapo, ele virava Príncipe.
rs
E o mundo evoluiu.
As mulheres deixaram de ser "Amélia" e foram pouco a pouco conquistando seu espaço.
Sobraram algumas poucas que ainda hoje vivem subjugadas àquele que ela pensa ser ainda seu Príncipe Encantado.
Na verdade, ela deixou de ser sua Princesa faz tempos e corre solto pelas ruas atrás das Tchutchucas.
Não sei se elas não sabem ou fingem não saber!
Só sei que a "onda" agora é ... se DEIXAR o sapo, ele vira Príncipe.
Não deveria ser assim ... mas é.
Os tempos mudaram ... por que você não experimenta mudar também?


sábado, 27 de novembro de 2010

Mas só chove ... chove ... ow

E quase que não chego aqui minha gente.
Há uns 15 dias minha cidade vem sofrendo com fortes chuvas, que terminam em enchentes e muito estrago para toda população.


Essa madrugada não foi diferente.
Muriaé e toda população foi surpreendida por uma tempestade que eu nunca vi igual.
Chuva de granizo e muito vento.
Que resultou num verdadeiro caos para a cidade.
O rio saiu de seu leito invadindo ruas e casas.
Sobrou até para quem não mora perto do rio (como eu)

Meu escritório que fica na entrada principal da minha casa foi todo tomado pelas águas.
Quase perco meu computador.
Mesmo assim, ainda sai no prejuizo do meu HD externo.

Era muita chuva ... muita água dentro de casa e pra completar faltou energia por um período de quase 10 horas.
Dificil demais agir rápido e salvar tudo assim.
Foram apenas 20 minutos de chuva, mas o suficiente pra fazer um estrago na cidade toda.

Minha garagem também encheu e quando fomos salvar os carros ( meu celta e um fiat do meu filho) estavam os dois com água por dentro.
Estragaram os bancos, alarme ... enfim ... um caos. 
(Não consegui fotografar nada, porque nessa hora você precisa focar na situação e tentar agir rápido, embora nem tenha adiantado quase nada.)
Uma coisa impressionante.


Além de muita água, uma ventania que destelhou casas, derubou postes, árvores e carros.
Gente ... estou aterrorizada e com medo de dormir.


As fotos são do site de um jornalista da cidade Silvan Alves.
Retratam o estado que ficou Muriaé durante e após a chuva.
O vento derrubou árvores (inúmeras), carros, casas, postes e destelhou muitas casas.

Hoje minha cidade amanheceu ... assim!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010




"Senhor, mostra-me o que está dentro de meu coração, alma, mente, espírito e vida e que não deveria estar lá. Ensina-me o que não estou compreendendo. Convence-me sobre onde estou errando o alvo. Acaba com minha arrogância, orgulho, medo e inseguranças e ajuda-me a enxergar a verdade sobre mim mesma, minha vida e minha situação. Expõe quem eu sou, Senhor. Eu posso agüentar. Capacita-me para que eu corrija meus caminhos errados. Ajuda-me a colocar a verdade no lugar das mentiras e a fazer mudanças duradouras".


(O Poder da Mulher que Ora)